Benefícios do Louro

O Louro é facilmente identificado na gastronomia pelo seu sabor e aroma característico.

O seu nome científico é Laurus nobilis.

As folhas de louro têm uma vida útil de cerca de um ano, sob temperatura e humidade normais. O louro é um condimento natural bastante utilizado nas regiões de alimentação mediterrânica, onde se incluem Portugal continental e os arquipélagos dos Açores e da Madeira

Propriedades

A folha de louro é rica em potássio, magnésio e vitaminas B6, B9 e C e possui acção diurética, anti-reumática, anti-inflamatória, digestiva, estimulante, antioxidante e expectorante, podendo ser utilizada para ajudar no tratamento e prevenção de diversas situações.

  • Elevada actividade antioxidante.
  • Infecções na pele;
  • Dor de cabeça;
  • Auxilia na saúde do coração;
  • Melhora a Função Cardíaca;
  • Combate gripes e constipações;
  • Prevenção da Diabetes;
  • Artrite e Reumatismo. 

Dicas para o Chá

Além de poder ser utilizado como condimento na preparação de refeições, o louro também pode ser consumido em forma de chá, sendo normalmente bem vindo no alívio de uma má digestão, ansiedade ou stress, por exemplo.

Ingredientes

  • 3 folhas de louro;
  • 33 cl de água a ferver.


    Preparação

    Basta colocar as folhas de louro na água a ferver e deixar repousar durante 10 minutos, com o fogão desligado.
    De seguida, beber o chá 2, 3 ou 4 vezes por dia, conforme a necessidade. Pode adoçar antes de beber.

    Chá de Folha de louro é uma fonte rica de vitamina C, que é um dos antioxidantes essenciais para ajuda a remover os radicais livres nocivos e a estimular o sistema imunológico.

 

 

Efeitos Colaterais e contra-indicações do uso excessivo

O consumo das folhas de louro não é recomendado, de forma alguma, para mulheres em fase de amamentação ou que se encontram grávidas, já que pode estimular o aborto.
Quantidades excessivas de louro podem causar sonolência. Esta planta possui um efeito calmante e é capaz de desacelerar o sistema nervoso, além de poder causar alterações gastro-intestinais, cólicas abdominais e dor de cabeça, por exemplo.

Devido à capacidade de controlar os níveis de açúcar no sangue, o consumo excessivo desta planta, também pode diminuir bastante o açúcar no sangue para níveis preocupantes. É sempre importante que o consumo das folhas de louro seja feito conforme a orientação do nutricionista ou médico para que o seu consumo não resulte em efeitos colaterais indesejáveis.